JULHO

JUNHO

MAIO

ABRIL











































































Livraria Cultura - Clique aqui e conheça nossos produtos!

Invel








































































Livraria Cultura - Clique aqui e conheça nossos produtos!






































































Invel

Livraria Cultura - Clique aqui e conheça nossos produtos!













JULHO

JUNHO

MAIO

ABRIL

LOGOTIPO DNEGOCIOS

              agosto de 2016

HORÁRIO DOS ONIBUS DO LITORAL DO PARANÁ HORÁRIO DOS TAXIS DE PARANAGUÁ FACEBOOKTWITTER G+
JOGOS OLIMPICOS 2016
                                                                               

                     

Paranaguá

Rio 2016

Fídias L. Muro

Não sei se você se lembra, na época da copa do mundo, o governo garantiu que a Copa ia contribuir para a geração de renda e emprego, RIO 2016 impulsionando os investimentos e a economia do país. Na prática, aconteceu o oposto.
        Embora ainda haja quem defenda que apesar do fracasso fragoroso, o Brasil ainda conseguiu colher no médio prazo os frutos da exposição midiática conseguida com o Mundial, os feriados e paralisações provocadas pelos Jogos tiveram um impacto negativo na produção industrial e na economia como um todo, sendo responsabilizados pelo próprio governo pela queda de 0,6% do PIB no segundo semestre de 2014.
        O que esperar, então, da Olimpíada, que acontece num momento ainda mais delicado para a economia brasileira? Os Jogos vão dificultar a retomada do crescimento ou podem contribuir para criar um clima de otimismo que favoreça a volta dos investimentos? Vamos precisar de um lava jato olímpico? A Rio 2016 já ganhou a medalha de ouro da corrupção? por aqui tudo é possível.
        Quando o Rio de Janeiro ainda competia com Madri, Tóquio e Chicago para ser a sede dos Jogos Olímpicos, em setembro de 2009, um estudo encomendado pelo Ministério dos Esportes à Fundação Instituto de Administração (FIA) estimava que a competição poderia movimentar US$ 51 bilhões em recursos e gerar 120 mil empregos. O estudo defendia que os investimentos feitos para o evento teriam um efeito multiplicador amplo e diversificado sobre a economia, que duraria anos.
        Em janeiro de 2014, um relatório preliminar de outro estudo, encomendado pelo Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos à Universidade Federal do Rio de Janeiro, também defendia que o evento poderia proporcionar benefícios para as economias local, regional e nacional, ao estimular investimentos. Economistas e especialistas porém, têm uma visão mais cética sobre o possível impacto dos Jogos na economia. Juan Jensen, da Consultoria Tendências, por exemplo, nota que, tanto em alcance geográfico quanto temporal, a Olimpíada é um evento menor que a Copa. Por isso tende a ter um impacto irrelevante para a economia brasileira como um todo.
 

No longo prazo de fato pode acontecer que a Olimpíada ajude a promover o Rio como destino turístico mundo afora. Se tudo ocorrer como previsto, sem incidentes de violência, podemos realmente ter um ganho em termos de imagem, mas a essa altura não é uma Olimpíada bem organizada que vai mudar o humor do empresário brasileiro e muito menos convencer estrangeiros a investirem no Brasil.
        O que convence o investidor é ver que o país está crescendo, que tem um ambiente institucional favorável e respeita as regras.
        No que diz respeito ao fluxo de turistas, muitas cidades-sede de Copas ou Olimpíadas já chegaram até a registrar quedas, porque turistas tradicionais, corporativos, religiosos e outros, costumam evitar esses destinos durante as competições. Uma Olimpíada é, basicamente, uma grande festa. Quem ganha fica feliz, quem perde chora, é um momento de celebração do esporte para ser lembrado por muitos anos, mas não mais que isso.
        Não adianta colocar as Copas ou Olimpíadas, seja de verão ou inverno como solução de problemas econômicos que não tem nada a ver com esses eventos esportivos.
       No mundo inteiro já há um debate amplo sobre os custos e benefícios de se receber essas competições justamente porque se percebeu que, ao menos do ponto de vista econômico, nem sempre a conta fecha. Não é a toa que em muitos lugares a questão já está sendo levada a plebiscito.
        O grande acontecimento do mês de agosto na cidade do Rio de Janeiro, tem abertura dia 5 e encerramento dia 21, e será visto por aproximadamente 4,5 bilhões de pessoas no mundo todo. O lema dos jogos é "Viva sua paixão". As duas cerimônias acontecem no Estádio do Maracanã que foi totalmente reformado e modernizado. Sua capacidade atual é de 82.000 espectadores. A expectativa é de que participem, nas Olimpíadas 2016, cerca de 10.500 atletas de 206 nações.
        As Olimpíadas do Rio 2016 conta com dois mascotes. Representando a fauna e a flora, eles são: Vinícius (representa os animais do Brasil) e Tom (representa as plantas do Brasil). Os nomes homenageiam dois grandes compositores da música popular brasileira: Vinícius de Moraes e Tom Jobim conhecidos internacionalmente.
        A tocha olímpica foi acessa em 21 de abril de 2016, na cidade de Olímpia na Grécia e desde então vem viajando em direção ao maracanã para acender a pira olímpica dia 5. Chegou ao Brasil dia 3 de maio e passou por mais de duzentas cidades.
        Nas Olimpíadas 2016 serão disputadas 306 provas com medalhas. Serão 161 provas masculinas, 136 femininas e 9 mistas. - Cerca de 45 mil voluntários estão participando da organização das Olimpíadas de 2016.
        Em 2020, as Olimpíadas vão ser realizadas no Japão.

                     

EDITORIAL

QUANTO CUSTAM AS OLIMPÍADAS?

As cidades brasileiras festejaram a passagem da tocha que simboliza os Jogos Olímpicos do Rio, ignorando o quanto essa aventura está custando para o Brasil e para os brasileiros. Quando venceu a concorrência para sediar os jogos, o Rio de Janeiro apresentou no dossiê da candidatura um valor total estimado em R$ 28,8 bilhões, exatos R$ 7,5 bilhões a mais do que o custo dos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, que mergulhou a Grécia na sua mais profunda crise financeira.
        No mês de junho nosso “governo” refez as contas e concluiu que, além de todos os reajustes feitos anteriormente, vai precisar de mais R$ 400 milhões para realizar os jogos do Rio, elevando para R$ 39,1 bilhões os gastos nessa aventura, quase o dobro do que Atenas gastou em 2004. Estes números deixam claro que o Brasil herdará dos jogos olímpicos, uma dívida difícil de ser paga.
        O que poucos se perguntam é quanto custou a passagem da fantasiosa tocha olímpica pela sua cidade. Números guardados a sete chaves pelos senhores prefeitos, mas a permanência da tocha por um período de 12 horas em Brasília, no dia 3 de maio, custou a bagatela de R$ 4,3 milhões para os cofres públicos desde a chegada no Aeroporto Juscelino Kubitschek até o revezamento por 15 monumentos e cinco regiões do Distrito Federal, com a segurança garantida por um aparato policial cinematográfico.
        Diante desta gastança não dá pra não lembrar o que ocorreu em Atenas. Os jogos empolgaram a população, fizeram a Grécia reviver a glória e a pompa dos jogos helênicos da Antiguidade, poliram a autoestima e o orgulho do eleitor grego, e quebraram o país.
        Os jogos de Atenas custaram R$ 21,3 bilhões e foram considerados os mais caros da era moderna, e os nossos, torrando R$ 39,1 bilhões serão considerados o que? Se tivesse um pouco de zelo com o dinheiro público, ou na absoluta falta deste, um pouco de bom senso, o Brasil teria seguido o exemplo de Estocolmo, na Suécia, que se recusou a sediar os Jogos Olímpicos de inverno de 2022, para não gastar o dinheiro do contribuinte sueco, bancando uma festança que só beneficia o Comitê Olímpico Internacional.
        Democraticamente, o tema foi posto em votação e os suecos optaram por não sediar o evento porque Estocolmo tem prioridades mais importantes. O Rio de Janeiro, certamente, não tem nenhuma outra prioridade mais importante do que jogar fora quase 40 bilhões de reais num momento em que o país amarga uma cruel recessão.
        Charles de Gaulle estava certo. Isso não é coisa de um país sério.

LIVROS


FELICIDADE OU MORTE
Clovis de Barros Filho e Leandro Karnal

FELICIDADE OU MORTE

A todo momento somos convidados a ser felizes. Alguns filósofos afirmam que encontrar alegria na alegria dos outros, é o segredo da felicidade. Platão dizia que A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente desejosos da felicidade um do outro.

        De fato, certamente é melhor ser alegre do que ser triste. O desejo de encontrar essa tal felicidade parece ser mesmo uma constante de nosso tempo. Clóvis de Barros Filho e Leandro Karnal recorrem à história e à filosofia para definir como cada época e sociedade estabelecem sua própria definição para o que seja uma vida feliz. Questionam se, sendo livres para escolher entre todas as possibilidades, estamos de fato mais próximos da felicidade. Seria a felicidade um certo contentamento com o infortúnio alheio? Ou estaria ela no amor pelo outro? Sem a felicidade, o que nos resta?"
        A felicidade e sua ausência foram definidas em cada época de uma forma, mas o mais curioso é que nem todas as épocas colocaram a felicidade como meta a ser atingida, observa Karnal. Por isso, eu concordaria que a infelicidade é uma ocasião para repensar estratégias, e que esse 'castelo da felicidade' pode ser construído com pedras variadas, inclusive com grandes fracassos - continua o historiador.
        Clóvis chama a atenção para a necessidade de lutar pela alegria no mundo como ele é, um "mundo de forças", "de caos". E afirma: "Você é o gestor da sua própria trajetória. Não patrocine para si mesmo uma vida triste. Até prova em contrário, esta vida é única e você tem as rédeas da sua trajetória nas mãos".
        O livro é resultado de um encontro feliz entre os dois autores, que não deixam de tocar em aspectos mais desafortunados do tema, presentes quase como uma sombra indissociável de nossa condição humana. Portanto, seja feliz. Se for necessário morra tentando... Talvez esse livro possa ajudá-lo nessa busca!

Livraria Cultura - Clique aqui e conheça nossos produtos!

Seleção de Livros! Clique e confira.

                     

Falar em público.
.

FALAR EM PÚBLICO

     Mara Milena

Defender um novo projeto na empresa, apresentar um trabalho em sala de aula; explicar seu ponto de vista numa reunião de condomínio; fazer um discurso numa festa familiar, enfim, falar em público é uma situação que deixa muita gente de cabelo em pé. É comum se sentir dessa maneira, uma vez que você parece mais vulnerável diante de uma plateia. Falar em público não é tarefa das mais fáceis para quem não está habituado. Mas algumas situações exigem que a pessoa assuma a postura de orador e não dá para se esquivar com desculpas.

Mais do que "pagar mico", um mau desempenho pode significar uma nota baixa (até reprovação) em um curso, a perda de um cliente ou de uma promoção na empresa e até mesmo a rejeição de uma ideia que não foi bem apresentada.
        Especialista no assunto, o professor de oratória Reinaldo Polito explica que o medo de falar em público revela, na verdade, o receio que a pessoa tem de explicitar o seu desconhecimento sobre o assunto ou sua falta de confiança no que irá falar. "O grande orador, arrebatador de plateias, já nasce com essa sementinha. Mas qualquer pessoa aprende a falar bem, transmitir sua mensagem com eficiência e conquistar seus resultados”.
        O uso do humor deve ser pensado com muito cuidado. Não é porque alguém contou uma piadinha e foi um sucesso, que você vai obter o mesmo resultado. O limite entre ser realmente divertido e ser vulgar, pretensioso ou chato é tênue. Fazer rir não é o seu objetivo principal. Seu objetivo é passar uma mensagem. O humor serve apenas para "quebrar o gelo" quando for o caso. Portanto, cuidado com piadas velhas, ou sem nenhum contexto com o tema, piadas que recorram a preconceitos ou que possam ter um duplo sentido. Se você arriscar tentar ser engraçado e não der certo, tente um mea-culpa ("essa foi muito ruim", "isso não tem graça nenhuma" etc). Pode dar certo. Ou não.

        Deu branco. E agora?
        A reação direta da tempestade de possibilidades enviadas ao cérebro ao mesmo tempo, pelos seus mecanismos de defesa é o esquecimento durante a fala e este esquecimento pode se tornar uma tragédia.
        Ele ocorre justamente pela redução da circulação sanguínea no cérebro tornando insuficiente a irrigação das funções relacionas à memória.
        Quando "der branco", um dos erros mais graves é ficar insistindo para encontrar a informação que perdeu. Não insista. Tente lembrar da informação apenas uma vez. Se não conseguir, veja se consegue repetir a última frase que pronunciou, como se estivesse querendo dar ênfase àquela parte da mensagem. Se não der certo, diga: 'na verdade, o que eu quero dizer é...'. Isso vai obrigar você a recontar a informação por um novo ângulo, e lhe dará o tempo necessário para rever mentalmente todo o contexto e ajustar o pensamento para continuar com a sequência planejada. Se mesmo assim não der certo, você não conseguir sair do nó, diga que abordará esse ponto da apresentação depois: “mas isso a gente vai ver com detalhes um pouco mais à frente” e passe imediatamente para o tópico seguinte.

A parte mais difícil.
        O começo é a pior parte. E isso se explica até do ponto de vista fisiológico. Como é um momento de tensão, o corpo reage como já mencionamos, ativando mecanismos de defesa. No cérebro, o hipotálamo ativa a glândula hipófise, que libera o hormônio ACTH. Este hormônio estimula as glândulas supra-renais a enviarem adrenalina para o sangue.
        Em consequência, ocorrem reações involuntárias no corpo: a pressão arterial se eleva, os batimentos cardíacos se intensificam, as pupilas se dilatam, o sistema digestivo se desliga, o pescoço e os músculos das costas se contraem. É por isso que aparecem sinais como palidez, dificuldade de leitura, boca seca e tremedeiras. Nesse momento, o que o orador precisa fazer é acostumar seu corpo com a situação de estresse através de comandos voluntarios. Aos poucos, a "tempestade" de sentidos passará.
        De qualquer maneira, se você nunca falou em público, não vá querer começar discursando para uma plateia de duas mil pessoas.

Dicas para falar em público com sucesso.

1. Conheça o assunto-
Esteja seguro sobre o que vai falar, até para poder organizar seu discurso ou responder a dúvidas e pontos de vista contrários. Se familiarize totalmente com o tema.
2. Se organize- Sua fala deve ter começo, meio e fim. Faça um roteiro com os principais tópicos que irá abordar, incluindo palavras-chave. Comece dizendo qual é o conteúdo (O que), depois informe quais são os caminhos para conseguir seu conteúdo, (Como) e finalmente explique quais são as vantagens do seu conteúdo (Porque).
3. Seja natural- Não tente imitar um político, um comediante ou um apresentador de telejornal. Você não é nada disso e nem está fazendo marketing de persuasão. Certamente soará falso. Fale com naturalidade, como se estivesse simplesmente conversando com as pessoas, porque de fato é isso que está acontecendo.
4. Atenção à fala- Nem muito baixo, nem muito alto. Nem rápido, nem mole. Use um tom de voz que transmita segurança, mas sem pretensões nem prepotência.
5. Idioma- Use um português o mais correto que você puder. Evite a repetição sistemática de expressões, como “tá?” “ok?” ou “ããã” durante as pausas.
6. Postura física- Nada de mãos nos bolsos, mãos para trás, mãos esfregando ou gesticulação exagerada. Isso Indica nervosismo, insegurança e gera desconfiança em quem está ouvindo.

Seleção de Livros! Clique e confira.

FACEBOOK TWITTER G+

                     

COMER BEM

Bolo bem casado

INGREDIENTES

1 lata de Leite condensado - 6 ovos - 1 xícara de chá de açúcar - 2 e meia xícara de chá de leite - 1 xícara chá de fécula de batata - meia colher de sopa de fermento em pó - manteiga para untar - fécula de batata para polvilhar - 2 xícaras chá de açúcar de confeiteiro -

COMO FAZER

Coloque a lata fechada de Leite Condensado numa panela de pressão com água suficiente para cobrir a lata. Coloque a panela de pressão aberta em fogo médio até a água começar ferver. Tampe a panela de pressão e deixe cozinhar por 20 minutos (contados a partir do início da fervura). Espere sair toda a pressão, abra a panela, retire a lata e deixe esfriar completamente antes de abrir. Transfira o conteúdo para um recipiente, misture para ficar homogêneo e reserve. Em uma batedeira, bata os ovos até dobrarem de volume. Adicione o açúcar e bata mais um pouco. Diminua a velocidade da batedeira e adicione meia xícara de chá de leite. Desligue a batedeira, adicione a fécula de batata e o fermento em pó e misture delicadamente. Despeje em forma retangular (30 x 41cm), untada com manteiga e polvilhada com fécula de batata. Leve ao forno médio-alto (200°C), preaquecido, por cerca de 30 minutos. Retire do forno e espere amornar. Desenforme e corte o bolo ao meio, em duas metades (de 20 x30cm). Sobre uma das partes, espalhe o doce de leite reservado e cubra com a outra metade. Misture o açúcar de confeiteiro com o restante do leite e despeje sobre o bolo. Espere secar e sirva.

Escondido de Carne Moída

INGREDIENTES

Para o molho de carne moída: 500 g de paleta ou a carne de sua preferência moída. - 2 cebolas cortadas em cubinhos - 2 dentes de alho picadinhos - 2 tabletes de caldo de carne - 1 lata de molho de tomate pronto - Azeitonas picadinhas - Azeite
Para o purê de batatas: 5 batatas médias - Margarina - Sal - 1 gema - Queijo parmesão ralado.

COMO FAZER

Molho de carne moída:
Em uma panela, aqueça o azeite e doure as cebolas e os dentes de alho. Adicione os tabletes de caldo de carne e mexa até que eles dissolvam. Acrescente a carne moída e frite mexendo sempre. Quando começar a soltar uma água, tampe e deixe cozinhar. Quando ela perder a coloração vermelha acrescente as azeitonas e o molho. Abaixe o fogo e deixe encorpar um pouco.

Purê de batatas:
Cozinhe as batatas na panela de pressão por 7 minutos (após pegar pressão). Retire as cascas e amasse no espremedor ou com um garfo. Acrescente margarina e sal a gosto. Misture a gema.

Montagem: Em uma travessa, coloque o molho de carne moída e polvilhe com queijo ralado. Faça uma “coberta” com uma camada bem generosa de purê e salpique mais queijo ralado. Leve ao forno para gratinar até que o purê fique com a superfície firme. Sirva puro ou com arroz branco.

Seleção de Livros! Clique e confira.

FACEBOOK TWITTER G+

                     

produtividade

10 Maneiras de Promover o Seu Desenvolvimento Pessoal

Marília Milena

            “Liberdade é a capacidade que temos de assumir nosso próprio desenvolvimento.
             É nossa capacidade de moldar a nós mesmos.”
                 (Rollo May)

O desenvolvimento pessoal é um processo pelo qual todo mundo deve passar. Significa que você está em constante crescimento e buscando pelo seu melhor. Acontece que em muitos casos esse processo pode ser bem complicado por falta de motivação ou até mesmo por falta de conhecimento sobre os caminhos que se pode trilhar para evoluir como pessoa ou como profissional. No mês passado vimos os 10 habitos para aumentar a sua produtividade. Agora vamos conhecer 10 habitos que podemos cultivar e que vão nos ajudar muito na busca do nosso desenvolvimento pessoal.

1 – Defina seu objetivo – Ter um objetivo definido é fator fundamental par um plano de desenvolvimento pessoal. Você precisa de foco constante e precisa também ter bem claro o motivo de querer alcançar aquele objetivo. Mantenha a visão e a clareza durante sua trajetória rumo ao seu objetivo, seja ele mais amor, mais dinheiro, mais tempo, ou qualquer outro. Assim, você vai conseguir desenvolver um plano eficaz para realmente fazer acontecer. E mais: Todo o seu ser irá se condicionando, e tornando você cada vez mais capaz de alcançara a meta
2 - Leia.- Ler é uma boa maneira de manter o cérebro ativo equipando-o para tomar melhores decisões. Leia principalmente sobre coisas relacionadas com o que você gosta. Torne-se um especialista no assunto. Com apenas 30 minutos por dia, você será capaz de ler um livro por semana, quase 50 livros por ano.
3 - Resolva quebra cabeças.- Testes, jogos de palavras, etc, são todas boas maneiras de exercitar seu cérebro. Estimule seus neurônios para melhorar suas habilidades de raciocínio e o funcionamento do cérebro. O cérebro necessita de exercícios para não se tornar preguiçoso. Continue fazendo as atividades que você já faz, incluindo praticar esportes, ler, solucionar quebra-cabeças, fazer exercícios físicos, ou tocar algum instrumento musical. Aprenda a dançar, ou a fazer alguma atividade que seja nova para você.
4 - Pense positivamente. - Você é o que você pensa, o tempo todo, então comece seu dia com bons pensamentos! Não perca seu tempo pensando nas coisas que você Não quer… Pense sempre nas coisas que Você quer! Quanto mais pensamos mal de nós mesmos, nos menosprezamos, dizemos que somos idiotas, ou aquela famosa frase, “eu não presto pra nada”, “tudo da errado pra mim”, mais e mais vezes tudo dará errado. Não pense nas suas dívidas. Visualize-se encontrando uma solução para pagar suas dívidas.
5 - Não tome decisões que impliquem em resultados de longo prazo em menos de um minuto. - Decisões que irão afetar o quem, onde e como você vai estar cinco, dez ou vinte anos à frente não podem ser tomadas no impulso, sem pensar. Reflita sobre os prós e contras de uma decisão principalmente quando ela for influenciar o seu futuro.
6 - Não compre por impulso. - Espere pelo menos 48 horas antes de comprar qualquer coisa. Passado esse tempo você terá descoberto em pelo menos 50% das vezes, que a compra seria um erro.
7 - Esqueça a Televisão - Gaste seu tempo com os amigos, treinamentos, nos seus projetos, se educando, lendo livros e fazendo cursos. Isso é o que vai mudar a sua vida!. Steve Jobs, o criador da multinacional Apple de produtos eletrônicos costumava

.
dizer que quando uma pessoa liga a televisão desliga o cérebro.
8 - Pratique falar em público. - Comece a praticar apresentações, treine em frente ao espelho, corrija imperfeições, aproveite todas as oportunidades que surgirem. Crie oportunidades. Transforme o medo natural de falar em público numa obcessão por falar em público. Seja como o deputado baiano da música: “Não tem assunto mas eu quero discursar.” Se realmente não tiver assunto, diga simplesmente “Boa noite gente, Meu nome é fulano, sou isso e sou aquilo,e não posso deixar passar a oportunidade de dizer o quanto estou feliz por estar aqui no meio de pessoas tão queridas, participando deste evento ...” o importante não é o que você diz mas o exercício de falar. O importante mesmo é sentir que está impactando os ouvintes com a sua voz. Se familiarizar com isso como quem se habitua a usar uma ferramenta. A Mara numa página aí em cima fala sobre isso.
9 - Pare de Reclamar - Esse é o hábito com o maior impacto na sua vida. Pare de reclamar e faça alguma coisa para mudar sua vida. Mova-se, saia do canto, como dizia Bob Marley, ficar parado é para os fracos, os fortes vão a luta.
.desenvolvimento pessoal.
Comece a pensar medidas para resolver seus problemas. Pare de assistir os problemas dos outros nos jornais e na TV, e comece a buscar soluções para os seus. Concentre-se nas coisas boas. Já que vai ter que acordar cedo, aproveite mais o dia, observe os detalhes, se abra para a vida. Comece a semana deixando a preguiça um pouco de lado e abra um sorriso para mais um dia de vida, mais um dia com saúde, mais um dia perto de quem você ama. A vida é doce. Nós é que nem sempre percebemos. Sorria para vida, sorria para você.
10 - Seja Persistente na Busca dos seus Objetivos - Os praticantes de cultura física conceituam a atividade com uma frase ótima: “No Pain No Gain” (Sem Dor Sem Ganho) . A obstinação é a principal razão do sucesso, mais que qualquer outra qualidade. Obstinação é paixão e perseverança em nome de não abrir mão do futuro, não só por um dia ou por um mês, mas pela vida toda, dia após dia não abrir mão de transformar aquele sonho de futuro em realidade. Ter um planejamento, INICIAR, e PERSISTIR. Esse é o segredo do sucesso em qualquer coisa que valha a pena na vida!

         Na próxima edição, dia primeiro de setembro, vou passar pra você 10 maneiras simples e fáceis de exercitar seu cérebro para torná-lo mais útil aos seus interesses. Tenha o melhor mês de agosto que você conseguir ter. Deseje o mesmo pra mim.

FACEBOOK TWITTER G+

                     


HOROSCOPO
Fonte:“Worldwide Horoscope”                agosto - 2016             ambos os sexos
AGOSTO

Durante o mês de Agosto, as energias estarão voltadas para diversas áreas de nossas vidas mas sempre promovendo nosso crescimento pessoal. No que se refere aos signos de Fogo, os arianos serão favorecidos com assuntos relacionados com trabalho e profissão. Os leoninos e os de Sagitário terão favorecidas as áreas do relacionamento amoroso. Nos signos de Terra, Touro, se orienta para o embelezamento do lar. Virgem, se ocupara de embelezar a si mesmo tanto no corpo quanto no espírito, e os capricornianos serão beneficiados na área profissional. Os acontecimentos mais importantes na vida dos signos de Ar, tem relação com quem os rodeia. Geminianos curtindo o conforto da família, Libra aproveitando a vida social, e Aquário conseguindo uma agradável convivência com a pessoa amada. Por último, os signos de Água contabilizarão ótimos resultados no trabalho e na profissão, embora Câncer prefira centrar toda a sua atenção no lar. A conjunção formada pelo Sol, Mercúrio e Venus, faz de agosto um mês especial principalmente na comunicação com os outros e na facilidade de expressar-se. Um momento de muita confiança e esperança que pode ressuscitar os ânimos conduzindo-nos todos a um novo patamar de atividades. O trânsito de Marte na Constelação de Sagitário cria um trígono de Fogo com o Sol e Urano em Leão e Áries, que mudará situações que estão bloqueadas, atrasadas ou limitadas há três meses. Para muitos de nós, será necessário agir contra certas situações para ganhar mais autonomia, liberdade e conforto É o momento ideal para dedicar mais atenção ao lar e conviver mais com a família!

AQUARIO - 21/01 a 19/02
aquário Agosto será vigoroso para os aquarianos. Você reviverá situações dolorosas de sua vida e terá que ser totalmente honesto consigo mesmo. Mas nada de sentimentos de culpa. Vênus em Virgem mobiliza sua fantasia, sua criatividade e seu senso de improvisação. Será um mês confuso e tumultuado é verdade, com muitas contradições que ora estimulam você a agir, ora recomendam calma. É melhor descansar e relaxar mais o mês todo. Não convém fazer longas viagens, tentar bater recordes atléticos ou se submeter a cirurgias delicadas ou atendimento odontológico. Se possível marque outro momento. Uma crise revelará falhas escondidas. Em relacionamentos sadios falhas e insatisfações ocultas também virão à tona. Relacionamentos instáveis estão com os dias contados.

PEIXES - 20/02 a 20/03
peixes Em agosto, você está tentado a ter muito lucro e com razão. Entradas de dinheiro estão se aproximando no horizonte. As mudanças de curso em sua vida profissional estão facilitando suas finanças. É a hora de mudar de status, de reivindicar aquilo que corresponde a suas capacidades e aos esforços que você já fez. Existem situações muito favoráveis para uma renovação em sua vida afetiva. Se estiver solteiro, espere encontros marcantes e principalmente viva estes encontros com otimismo. O esporte será seu aliado ao longo de todo o mês. Esteja preparado para embates emocionais e crueldade explícita tornando-se menos sensível e vulnerável. Sua vida social estará ativa, mas complicada. Desfrute dos romances, mas vá devagar com os envolvimentos sérios. Seus assuntos financeiros continuarão favorecidos, mas cuidado com as dívidas.

ARIES - 21/03 a 20/04
aries Agosto será para os arianos sinônimo de harmonia e descontração. O trânsito do Sol em trígono com o seu setor, com Netuno e com Urano, permite que você estabilize sua vida num ambiente sereno. Sereno demais você vai pensar… Mas é uma calma antes da tempestade que chega para você no próximo mês. Possibilidades de avanço no plano profissional. Se puder tire férias. Você não vai perder grande coisa. Embora os movimentos retrógrados afetem as suas ambições profissionais, eles não influem nas finanças. Agende poucos compromissos no dia 8. Com cinquenta por cento dos planetas retrógrados, sua carreira na verdade, encontra-se em suspensão temporária. Aproveite para festejar e relaxar. O mês lhe recomenda paciência. Procure aproveitar sua energia para reestruturar-se e tornar-se aquela pessoa que verdadeiramente deseja ser.

TOURO - 21/04 a 20/05
touro Você, se mostrará mais caloroso, mais expansivo, mais charmoso e mais sedutor. Vênus na Constelação de Virgem cria um trígono com seu Sol natal e provoca situações favoráveis nos domínios financeiro e afetivo. Você terá facilidade para demonstrar sagacidade no plano mental, especialmente em relação aos seus contatos profissionais e afetivos. Este é um mês extenuante para os taurinos, mas quando a poeira assentar você estará em melhor forma que antes. Movimentos retrógrados afetam a carreira e dois eclipses ocorrem ao longo do eixo de suas 4a e 10a Casas do lar e da carreira. Seja como for, reduza sua agenda nos dias 8 e 22. A regra é: se não tiver que fazer MESMO, então não faça. Mas a mudança está chegando e será positiva. Descanse e relaxe As finanças estão sólidas, embora mais complicadas do que o habitual. Mercúrio, seu Planeta do Dinheiro, retrocede até o dia 23.

GÊMEOS - 21/05 a 20/06
gêmeos Agosto será um mês agitado e muito caloroso no plano de suas relações. Pode aparecer uma tendência ao trabalho excessivo se você estiver em atividade profissional. Tente não focalizar nos detalhes! Vênus em Virgem formará uma quadratura com seu signo, pode provocar conflitos em sua vida sentimental, cuidado com as polêmicas! Este é um mês ótimo para umas férias. As relações com vizinhos e irmãos são tempestuosas. Em julho você teve dias bem acelerados e progrediu bastante. chegou a hora de desacelerar, respirar um pouco e reavaliar sua posição e metas. Você precisa rever seu desempenho, corrigir os erros, fazer aperfeiçoamentos, se tornar mais flexível, voltar-se mais para os outros e desenvolver um traquejo social ainda maior. Descanse, relaxe e recarregue suas baterias. Deixe o barco correr.

CÂNCER - 21/06 a 21/07
câncer Você terá mais interesse em expressar seus valores, suas ideias pessoais e fazer com que elas sejam reconhecidas. Você está totalmente no comando de sua vida. Os movimentos retrógrados atrasarão o amor, mas não irão detê-lo. Decisões de longo prazo sobre questões amorosas — casar ou divorciar-se etc. — deveriam ser adiadas por algum tempo. Você precisa reduzir a atividade e descansar mais. As finanças dos cancerianos tendem a melhorar a partir da metade do mes pela influência di Sol, seu planeta do Dinheiro. Você

.
será forçado a tomar alguma providência financeira decisiva, de uma forma ou outra, a fim de resolver problemas imediatos. Apesar disso as finanças vão bem e as alterações têm curta duração. Marte, seu Planeta da Carreira, entra no seu signo indicando avanço profissional, e mostrando que você está se tornando uma pessoa mais madura. Dedique-se a metas financeiras audaciosamente, existe muita energia e apoio protegendo você.

LEÃO - 22/07 a 22/08
Leão Durante o mês de agosto o sucesso estará todo o tempo muito perto de você! A força solar do signo de Leão opera milagres. Sua aparência pessoal brilha e o seu carisma é impressionante. Marte na Constelação de Sagitário, impulsiona suas energias e ajuda sem que você tenha consciência disso, a obter a supremacia em relações de poder. Um mês feliz e excitante. Tumultuado é verdade, mas você emerge vitorioso de todo tumulto bem do jeito que você gosta. A vida amorosa já complicada, tende a complicar mais. Saia de cima do muro. Você estará bem, seja com esse amor, ou com um novo alguém, mas tem que decidir se quer liberdade ou compromisso. Simples assim. Financeiramente a mensagem é: avance devagar. Adie compromissos financeiros de longo prazo até depois do dia 23.Independente de tudo, você continua a progredir.

VIRGEM - 23/08 a 22/09
virgem Vênus em sua Casa XII ajuda você a ver mais claro o que antes era nebuloso. Repouse mais e procure se distrair mais, para escapar de um cotidiano muito restritivo. Dois eclipses neste mês indicam muita turbulência e mudanças no mundo, mas tudo isso é essencialmente favorável a você. O eclipse lunar do dia 8 indica mudanças positivas no trabalho e o eclipse solar do dia 22 afeta sua vida espiritual. O amor está em suspenso por algum tempo porque dois planetas retrógrados estão influenciando nesta área. Fique em cima do muro o quanto puder. o Sol atravessando a sua Casa 12 e metade dos planetas em movimento retrógrado, incluindo Mercúrio, seu regente, trazem para você um período de maior auto-suficiência e autocontrole. Um novo ciclo solar se inicia para você neste mês e por isso é necessário dar uma parada e rever sua vida. Coloque um fim em situações que se tornaram estéreis e inúteis. É como um ano novo cheio de oportunidades e possibilidades. O passado é como um ano velho que pra você passou. Recolha o que ele lhe trouxe de bom e prepare-se para seguir em frente. Sua aura está magnética e carismática. Olhando de fora, está tudo muito bonito em você.

LIBRA - 23/09 a 22/10
libra Vênus, seu planeta regente, na Constelação de Virgem o deixará mais possessivo do que o de costume, mas esse influxo anuncia também pequenas atenções externas, às quais você estará mais sensível, mais receptivo. Mais independência e mais capacidade de tomar as rédeas da sua vida. Os eclipses lunares sempre tendem a afetar a carreira, porque a Lua é seu Planeta da Carreira. O eclipse do dia 8 ocorre na 5ª Casa, ocorre trazendo benefícios para você. Começa um novo ciclo para um projeto criativo. O eclipse solar do dia 22 ocorre na sua 1ª Casa e colocará à prova uma amizade. Novas possibilidades no plano profissional fazendo seus ganhos aumentarem diariamente. Os negócios começam a avançar de novo e oportunidades que estavam pendentes e antigos projetos emperrados ganham novo impulso. Seu charme pessoal e sua atratividade estão muito fortes e vão se fortalecer ainda mais nos próximos meses. Olhando de fora, você está irresistível.

ESCORPIÃO - 23/10 a 21/11
escorpoão O Sol em quadratura com sua Constelação o coloca diante de caminhos diferentes daqueles que você conhece. Você terá que tomar decisões radicais, que serão positivas para seu futuro. Tente dormir e descançar mais neste começo de mês cheio de incertezas e mudanças. A vida financeira ainda está complicada diante de negócios bloqueados e projetos paralisados. Quando Plutão começar a avançar na sua Casa do Dinheiro no dia 16, haverá certo alívio para esta situação. O seu caminho profissional ficará mais claro e mais fácil de percorrer e sua confiança pessoal e auto-estima melhorarão dia a dia. Marte ingressa em Escorpião no dia 14 aumentando sua energia, vigor, dinamismo, magnetismo e carisma. Você está mais disposto a demolir obstáculos do que a contorná-los e isso não é lá muito prudente. Faça com que os outros o respeitem, não que o temam, agora que suas expectativas profissionais estão a ponto de se concretizar mas ainda não estão do jeitinho que você deseja.

SAGITÁRIO - 22/11 a 21/12
sagitário Agosto permite que suas ideias seduzam e convençam. Marte em conjunção com seu signo, lhe dará uma energia extra para aproveitar a vida intensamente e no plano profissional, pode levá-lo a explorar novos caminhos. Com o aumento da atividade retrógrada seus projetos financeiros, profissionais, sociais e domésticos estão suspensos por algum tempo, e o melhor é você se divertir um pouco agora. Não se deixe vencer pela frustração ou pela impaciência só porque o mundo está indo mais devagar. Os assuntos profissionais tendem a melhorar e ficar mais claros. As energias dos signos estarão em diversas áreas de sua vida durante esta fase de movimento retrógrado, aprimorando facetas do seu caráter. As condições que almeja estão se formando nos planos invisíveis, e você pouco poderá fazer para acelerar o processo. Você gostaria de viajar neste mês, mas Júpiter está retrógrado. Você anda preocupado com a sua carreira, mas Mercúrio, seu regente profissional, também está retrógrado. O seu atual relacionamento amoroso também está “devagar, quase parando”. Resta então para você, se dedicar a um trabalho mental ou espiritual até que tudo recomece a andar.

CAPRICÓRNIO - 22/12 a 20/01
capricórnio Em Agosto você estará mais receptivo às necessidades dos outros e bem menos às suas. trate de manter um senso de medida e de equilíbrio para não deixar muito de lado suas próprias necessidades. Vênus em Virgem traz harmonia para sua vida sentimental e encontros marcantes podem acontecer nesse período. A intensificação da atividade retrógrada, inclusive a de Saturno, seu Regente, indica que você deve esperar pelo momento propício e não forçar as coisas. E como ninguém fica mais à vontade esperando do que você, este será um mês de sucesso com as condições jogando do seu lado. Quem é paciente e está pronto para não agir, ganha. Embora de modo geral você não esteja muito voltado para a carreira em 2016, neste mês estará, e mais: este será um dos períodos profissionais mais ativos do seu ano. As finanças pessoais permanecerão em suspenso por um tempo, mas em franco desenvolvimento.

BOTAS COM DESCONTO



Seleção de Livros! Clique e confira.

FACEBOOK TWITTER G+

                     

ACUPUNTURA

A acupuntura é um ramo da medicina tradicional chinesa e consiste num conjunto de práticas terapêuticas originado nas tradições médicas orientais. É praticada a mais de dois milênios, o que faz dela um dos tratamentos médicos mais antigos do mundo. Consiste na estimulação de locais anatômicos sob a pele chamados pontos de acupuntura ou acupontos que se distribuem sobre linhas chamadas "meridianos” e "canais", para obter diferentes efeitos terapêuticos conforme o caso tratado.

Acupuntura

São possíveis abordagens diferentes tanto para o diagnóstico, quanto para o tratamento, mas o procedimento mais adotado no mundo atualmente consiste em penetrar a pele com agulhas metálicas muito finas e sólidas. Isto é necessário porque os acupontos propriamente ditos ficam sob a pele, não na superfície, e para que sejam estimulados devidamente e com segurança, são introduzidas agulhas em diferentes graus de inclinação de modo a alcançá-los com exatidão.
        De acordo com a tradição chinesa, a acupuntura é capaz de ajustar os canais energéticos do corpo, chamados meridianos. A medicina ocidental moderna, contudo, sugere que o método estimule a liberação de substâncias químicas que atuam no sistema nervoso e podem ter efeitos em todo o corpo, promovendo o equilíbrio do organismo. Sendo assim, está muito associada também a transtornos orgânicos resultantes de tensões emocionais como o estresse.
        O diagnóstico é feito após estudo de diferentes aspectos da vida do paciente e a observação de manifestações físicas como a pulsação, a respiração, cor e aspecto da pele e da língua. Após a identificação do problema, os pontos de acupuntura são estimulados de modo a promover a harmonia do organismo como um todo.
        A Acupuntura é conhecida por atenuar o sofrimento, principalmente em dores musculoesqueléticas. A agulha inserida no ponto correto após uma avaliação criteriosa promove analgesia. Por isso, a acupuntura é muito indicada em lombalgia, Ciático, Cervicalgia, Artrose, Artrite, Tendinite, Bursite, enfermidades causadoras de condições de dor no pescoço, ombros, costas, quadril, joelho ou tornozelo, gerando dificuldades motoras. O sistema nervoso estimulado a partir dos acupontos gera respostas positivas no tratamento destas patologias.

cores quentes

A acupuntura busca a recuperação do organismo pela indução de processos regenerativos, normalização das funções alteradas, reforço do sistema imunológico e controle da dor. Embora pesquisas tenham demonstrado que a acupuntura pode realmente desativar áreas do cérebro associadas a dores, não se sabe exatamente se o método se constitui num mecanismo que sustenta o efeito terapêutico sobre uma pessoa ou se apenas estimula este mecanismo existente no próprio organismo.
        De qualquer forma, a técnica sobrevive há milênios, trazendo benefícios para indivíduos com problemas gastrointestinais, respiratórios, musculares, urológicos, endocrinológicos, psicológicos, neurológicos, ginecológicos e dermatológicos. A acupuntura é especialmente indicada para a redução da dor em casos de fibromialgia e dores localizadas nas costas, tratamento de náuseas, vômitos e diminuição da tensão emocional em pacientes que se submetem a quimioterapias ou cirurgias.
        A Organização Mundial da Saúde considera a acupuntura um complemento da medicina moderna. Nos Estados Unidos, é recomendada pelo Instituto Nacional para a Saúde e Excelência Clínica (NICE) como opção de tratamento para dores nas costas pelo sistema público de saúde do país.
        No Brasil, a acupuntura é reconhecida como especialidade médica conforme deliberação do Conselho Federal de Medicina e consta na Tabela do Sistema de Informações Ambulatoriais do Ministério da Saúde.

FACEBOOK TWITTER G+

                     

..... ADRIANA GROSSE

A FIGURA PATERNA
e o Desenvolvimento Infantil


                            Psicóloga Adriana Grosse

Gostaria muito que fosse um consenso entre todos a importância da presença paterna na vida e consequentemente, na formação da personalidade de uma criança, no caráter, na afetividade e na vida psíquica. Mas, infelizmente, não é e com isso muitas mães são recriminadas diariamente, umas por abandonarem seus filhos para adoção, outras por cometerem o aborto. Mas, eu pergunto, onde estão os pais? Afinal, muitas mães abandonam seus filhos por não ter um suporte emocional e financeiro para criá-los. Porém, ao mesmo tempo, temos milhares de crianças abandonadas em seus próprios lares, onde recebem o que a sociedade cobra de um pai: “que ele seja um provedor”.
        Bom, ser provedor não é muito difícil, no entanto ser pai, isso de fato não é para qualquer um.
        Pai, se você soubesse o significado dessa palavra para um filho, palavra tão pequena e, ao mesmo, tempo tão poderosa. Uma criança quando pequena se sente tão indefesa e o pai tem o poder de fazê-la acreditar que o mundo vale a pena ou simplesmente fazê-la pensar o quanto é difícil viver.
        A mãe apresenta o mundo ao pequeno(a), muitas vezes de forma carinhosa e emotiva, ainda quando bebê, os cuidados não se restringem à alimentação ou às necessidades corporais. Desde a primeira semana, o bebê é um ser humano completo, com sentimentos e emoções e o amor da mãe é o que o protegerá de algumas sensações desconcertantes e desagradáveis que vem do mundo externo e que lhe causam desconforto. A mãe é a iniciadora do filho na vida e o pai apresenta o mundo de forma mais realista. Conforme as experiências deste sejam satisfatórias ou frustrantes, ele estará se preparando para a liberdade e para aceitar a autoridade.
        Na vida de um filho, o pai é um herói que vai crescendo junto com ele e este herói na cabeça da criança é capaz de amar, acolher, entender, passar segurança, carinho, afeto, cumplicidade e brincar por alguns minutos no tapete da sala. E quando este pai só existe no imaginário e a realidade lhe mostra o contrário - um pai ausente, negligente na educação emocional e cognitiva -, muitos traumas podem ser instalados na vida de uma criança.

.
Essa ausência afetiva pode ser traduzida em ansiedade, rebeldia, falta de concentração, agressividade, dificuldades na escola e problemas sociais, isto porque, a criança quando pequena não sabe verbalizar essa falta e manifesta dessa forma os sintomas de um pedido de socorro.
        Essa ausência do pai pode trazer consequências psicológicas para a criança. É de fundamental importância para a criança ter na figura paterna, o modelo masculino inserido na vida, considerando que, por mais que a mãe seja uma ótima mãe e faça de tudo para suprir a falta de um pai, isto nunca irá acontecer, nem mesmo quando um avô muda seu papel de avô para tentar compensar essa falta, ele não conseguirá substituir a ausência de um pai, pois nas festinhas da escola a criança estará vendo seus amiguinhos acompanhados dos pais entusiasmados com suas apresentações e irão sofrer um sentimento de rejeição, o mesmo que vem desde o ventre materno e que influenciará negativamente na sua autoestima.
        De acordo com um artigo de 2010 da Associação Americana de Psicologia, as memórias de uma relação calorosa com o pai durante a infância estão diretamente relacionadas com a capacidade para enfrentar o estresse do dia a dia. Como mostra a pesquisa, o pai desempenha um papel fundamental na saúde mental dos seus filhos e isso é visível na idade adulta. Os homens que relataram uma boa relação com o pai durante a infância tendem a ser menos impulsivos na forma como reagem aos eventos estressantes do dia a dia do que aqueles que relataram relações mais pobres.
        Aqui, não estou falando apenas de estruturas familiares, mas do “ser pai”, que independe de ter um relacionamento amoroso com a mãe da criança ou não, estou falando de um pai que participou da concepção de uma criança.
        Portanto, vale lembrar que não é a quantidade do tempo, mas a qualidade do tempo que você dedica ao seu filho. Espero que você que esteja lendo essa matéria seja um pai consciente de suas possibilidades em ser um verdadeiro pai e contribuir para uma criança mais feliz e segura.

Psicóloga & Coaching Adriana Grosse - CRP 08/18360

FACEBOOK TWITTER G+

                     

PAI

Hoje sei o quanto fostes e quanto és importante na minha vida. Às vezes quero te dizer tanta coisa e não consigo nem dizer que te amo. Mas sei que estás sempre pronto, atento, e disposto a me mostrar o caminho nesta vida dura que tenho pela frente.
        Você cuidou, e deu condições para que eu conseguisse me tornar a pessoa que sou hoje. Sempre foi meu exemplo de vida e Sempre foi fundamental em todos os momentos. É isso que eu sempre quis te dizer e nunca consegui.
        Em vez de resolver meus problemas, você me incentivou e me ensinou a resolvê-los eu mesmo. Você me deu opções e me mostrou as consequências de cada uma delas. Em vez de fazer todas as minhas vontades, você me fez entender que minhas vontades são tão importantes quanto as do resto do mundo. Me deu a vida e me ensinou a vivê-la com dignidade.
        Um obrigado não basta. Você, iluminou meus caminhos com afeto e dedicação para que eu os trilhasse sem medo. Pai por natureza, por opção e por amor. Não encontro palavras para agradecer tudo isso. Procuro uma forma de exprimir esta emoção e descubro que existem sentimentos que as palavras jamais conseguirão traduzir.
        Ser pai é se expor a todo tipo de incertezas, principalmente da incerteza de estar agindo corretamente e do medo de não estar suficientemente preparado para tantas responsabilidades.

Nós os filhos crescemos alegres, estabanados e sem pedir licenças. Crescemos, de repente. O boneco que arrastávamos pelos cabelos e a pazinha de brincar na areia, de repente desaparecem. Entre hambúrgueres e refrigerantes aparecemos de vez em quando, com o uniforme da nossa geração: mochilas da moda nos ombros, suéter amarrada na cintura. Saímos do banco de trás e passamos para o volante de nossas próprias vidas.
        Vivi todas essas etapas sentindo você ao meu lado. Você que nunca deixou de ser firme comigo. E me ensinou que não posso ter tudo que peço. Não desconversou quando fiz perguntas e me ajudou a enfrentar e vencer meus medos. Pela dedicação, pelos ensinamentos, pelos sermões, pelos castigos, pelas palmadas e principalmente pelos exemplos, pela amizade e pelo companheirismo você sempre foi muito mais que apenas pai.
        Você me ensinou a ter coragem, a não desanimar, e a saborear a vitória. Obrigado pela mão entrelaçada na minha, transmitindo confiança, e certeza de estar indo por caminhos seguros e de que terei sempre onde me amparar caso tropece.
        Hoje, em vez de se preocupar com a minha conduta, você recebe a maior recompensa que um pai pode ganhar: A felicidade de me ver feliz.
        Deus abençoe você e me dê a alegria de tê-lo por muito tempo comigo.

FACEBOOK TWITTER G+


                     

A HISTÓRIA DA TATÁ

Hoje resolvi contar minha história pra vocês! A história da minha amiga Mantrinha que saiu no mês passado fez tanto sucesso que eles me convidaram pra contar a minha também e eu aceitei porque eu adoro esse tipo de coisa.
        Sou Tatá, mas você pode me chamar de Tatinha. Sou a mais autêntica vira latas da cidade de São Paulo. Não sei quando nasci, mas minha mãe humana me adotou em 1990.
        Me lembro que vim ao mundo sem nada. Não tinha nem um paninho quente. Nada! É por isso que eu desconfio que nasci na rua. E deve ser por isso também que a natureza me dotou de uma inteligência muito acima do normal,
.cadela.
tanto que os humanos dizem que eu sou uma perfeita atriz. Bem, mas vamos à história. Logo percebi que a rua é cheia de perigos pra nós, cadelinhas desprotegidas. Eu precisava conseguir uma dona ou um dono, que tivesse casa. Eu sempre sonhei com uma cerca reforçada, através da qual pudesse latir em segurança para as pessoas que passassem na rua. Tinha que conseguir uma dona e tinha que ser rápido. Foi pra isso que eu escolhi meu cantinho preferido na frente daquele conjunto residencial. Porque descobri que ali morava um casal estranho que fazia coisas estranhas, como brincar com cães sujos, pulguentos e sarnentos e dar comida e água para cachorros de rua. Diziam que eles eram malucos, mas eu achei que eles podiam ser a minha chance.
        Sempre que passavam de carro, a mulher me olhava penalizada e confesso que muitas vezes me coloquei em perigo, atravessando a avenida no meio dos carros, pra ver se ela se decidia logo a me adotar. Fazia carinha de cão sem dono, mas ela só me olhava e ia embora.
        Foi num desses dias que eu levei o chute.
        É. Um sujeito que nem consegui ver quem foi, me deu um chutaço, como quem bate um pênalty. Eu sou levinha e voei no mínimo uns dez metros e cai. Tentei cair em pé, como os gatos mas alguma coisa não deu certo e eu caí de um jeito esquisito em cima da pata de traz. Dor mesmo eu na hora não senti muita, mas gritei o mais que pude, pra ver se alguém se compadecia de mim. Que nada. Olhei um por um nos olhos, tentando encontrar compaixão em alguém, mas não. Todo mundo ria e teve até um que queria repetir a façanha e provar que podia me atirar mais longe ainda. Tentei fugir e percebi que não conseguia. Saí arrastando meu corpinho pelo chão. Uma das pernas mulambando pelas pedras como se não fosse mais minha perna.
        Sempre que conto isso, me lembro da Pelu. Minha amiga Peludinha, uma amiga que eu tive no tempo da rua. Ela também foi descadeirada e vivia arrastando a bunda pelo chão. Mesmo assim, movimentando só as patas da frente e arrastando o resto, corria latindo feito uma louca, atrás das bicicletas que passavam. Soube depois que a Pelu também encontrou um lar. Cuidaram dela e no final até deram a ela um enterro decente. Nossa! É tão bonita a história da minha amiga Pelu... Enterro decente. A única cadela que eu conheço, que foi enterrada decentemente. Contam até que o homem que cuidou dela desenhou uma cruz no chão na covinha dela e fez uma espécie de oração: “Peludinha, tu és uma criatura do Criador e como tal, que Ele te receba.” Quando me contaram eu não consegui me conter. Chorei mesmo. “criatura do Criador” não é lindo? “criatura do Criador”. Quem sabe alguém um dia conta toda a história dela pra vocês. Mas agora, eu tenho que contar o que aconteceu comigo depois do chute.
        No dia seguinte chovia. Estava na hora deles passarem e eu aproveitei pra ficar na rua, toda molhada e tremendo. Agora era tudo ou nada. Se eu tivesse que me acabar assim, era isso mesmo que ia acontecer. Minha coxa doía muito, mas a pata mesmo era estranho. Eu não sentia a pata. Eles passaram no carro, e eu notei que ela falava alguma coisa com o marido sobre mim.
        À tarde eu estava realmente mal. Foi um exagero pegar aquela chuvarada, só pra chamar a atenção deles. Estava

.
tremendo muito e com uma tosse esquisita. E o pior: não estava fingindo. Eles passaram e ela olhava pra mim e eu pra ela. Ela estava chorando e a aura dela estava linda e muito cheirosa. Tentei me levantar, mas não consegui. E o carro mais uma vez, dobrou a esquina onde sempre dobrava.
        Eu já tinha desistido, mas ver aquela mulher olhando pra mim chorando por causa da minha situação, ressuscitou minhas ilusões e minhas esperanças. Ou melhor, a minha única esperança, que era aquele casal. Ninguém mais ia me querer, no estado deplorável em que cheguei em tão pouco tempo. Ainda mais agora, sem conseguir nem me levantar do lugar. Me lembro que estava meio cochilando de fome, quando tudo escureceu de repente. Tinham jogado um pano em cima de mim e estavam me levantando. Não tive nem tempo de ver quem estava fazendo aquilo comigo. Senti um pouco de medo, porque tem muita gente perversa neste mundo. Me lembrei do chutador de cachorro.(Nossa, sinto até um arrepio), mas não podia ser ele. Ele não estaria me levando com todo aquele cuidado. Cuidado mesmo. Eu até diria carinho. Acomodadinha no colo como se fosse um bebê.
        Percebi que entravamos num carro. Que chique! Todas as minhas esperanças se reacenderam e eu arrisquei uma olhada pra ver quem estava me carregando. Era ele. O marido dela! Mantive minha cabeça pra fora do pano o suficiente pra ver quando ele entrou comigo num prédio enorme, que hoje, de tanto ir lá, já sei que é o Hospital Veterinário da USP. Vi também que o tal carro era a ambulância do HV. Me apertaram, me examinaram, abriram minha boca, me submeteram a outros exames terríveis, vexatórios até e concluíram que além da sarna e dos vermes, eu estava com princípio de pneumonia. O homem me acariciou, pouco se importando com o meu mau cheiro e murmurou: Tudo vai dar certo.
        Todos tinham um cuidado especial com minha pata de trás, a que machuquei na queda. Os homens falavam baixinho no canto do consultoriozinho e olhavam pra mim. Sou muito esperta. Alguma coisa muito importante estava sendo decidida. Tinham acabado de decidir. Ouvi um deles dizer claramente: o jeito vai ser amputar. O homem que me trouxe veio, passou a mão em todo o meu corpo sujo, repetiu de novo que tudo ia dar certo e foi embora.
        Senti uma pulga me picar, o que não me surpreendeu. Claro que eu estava cheia de pulgas, só que aquela me picou mais forte. Senti sono e dormi. Sonhei com a minha mãe. Que engraçado! Eu vi minha mãe e meus quatro irmãozinhos! Eu me lembro. Tinha quatro irmãozinhos! Três com a minha cor bejezinha esbranquiçada e um pretinho. Todos machinhos e eu era a menorzinha, a única feminha. Por isso minha mãe e meus irmãozinhos tinham um cuidado todo especial comigo. O que será que aconteceu com eles? Será que acharam alguém pra cuidar deles?
        Acho que dormi muito. Quando acordei o meu amigo já estava lá. Eu desconfiei desde o início que eles tinham me adotado e que ele ia me levar pra casa. Pensei em dar pulos, balançar o rabinho, tudo inútil. Meu corpo todo parecia feito de chumbo. Ele dessa vez me embrulhou cuidadosamente numa toalha e me deitou com mais cuidado ainda no banco de trás do carro. Dirigia devagar e por isso o caminho pareceu muito longo. Do jeito que estava deitada não conseguia ver por onde estávamos indo, até que meus olhos viram pontas de prédios e eu reconheci os prédios do conjunto deles.
        Estava me levando pra casa deles! Minha euforia foi só interna. Só minha. Porque meu corpo não me obedecia.
        Hoje, passados oito anos, sou muito feliz e forte. Peso mais de dez quilos. Mudamos para uma casa com quintal e eu adoro correr atrás de todas as borboletas e passarinhos que aparecem por aqui. A pata que perdi não me faz falta nenhuma porque meu corpo se adaptou a fazer tudo só com as três restantes.
        Faço festa pra todo mundo. Outro dia minha mãe me levou na clínica e eu fiz tanta festa, tanta bagunça que o Dr. Alex, meu médico (lindo ele!) chegou exclamando “Tatá, tinha que ser você!”.
        Pois é. Meu nome é Tatá, lembra? Prazer! Pode me chamar de Tatinha. Uma mulher perguntou se eu era assim barulhenta sempre e ele explicou: “Ela é muito feliz e faz questão de mostrar isso”.
        Sou mesmo. Adoro meus pais, meus irmãos humanos! Tento fazer minha mãe entender que perdoei quem me chutou, mas ela não perdoa. Vive xingando o infeliz até hoje. Fazer o que?...vá se entender a parte humana da mamãe!
        Detesto que olhem pra pata que eu não tenho e digam “tadinha”. Não é porque não tenho uma patinha que sou uma “tadinha”. Meu nome é Tatinha e não “tadinha”. Sou exemplo de força de vontade e orgulho dos meus pais e de todo mundo que me conhece. Sou uma pura e autêntica vira lata e tenho muito orgulho disso. Sabe por que meu pai me salvou naquele dia? Pra ver minha mãe feliz. E essa agora é a missão da minha vida. Fazer minha mãe, meu pai e todos que eu amo e que me amam muito felizes.